top of page

Análise Teu Povo - IPALPHA

Uma das sensações mais gratificantes para um músico que toca no culto de sua igreja local, é ver as pessoas correspondendo e se juntando a canção com entusiasmo e paixão, essa sensação melhora ainda mais quando a música é bíblica e expressa realmente as verdades sobre Deus. A música Teu Povo tem “o poder” de causar isso nas pessoas, é impossível ouvi-la e não se sentir atraído a cantá-la com entusiasmo e paixão.

Escrita por Guilherme Andrade e Guilherme Iamarino, foi feita dentro das comemorações dos 503 anos da Reforma Protestante e tem como mensagem central a união da igreja de Cristo para o que é essencial na sua missão. Vamos analisar a letra da canção:


Tu és a luz que brilha sobre a escuridão Tu és a paz que acalma todo coração És o pão do faminto, a força do aflito E nós somos teus pés e tuas mãos

A música começa com um coro de vozes cantando a primeira estrofe do refrão, direcionando as palavras à pessoa de Jesus e fazendo declarações sobre quem Ele é:

  • A luz que brilha na escuridão - “Nele estava a vida e essa era a luz dos homens, a luz brilha nas trevas e as trevas não o venceram -Jo 1:4,5”;

  • A paz que acalma todo coração - E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus. -Fp4:7”;

  • O pão do faminto - “E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede. Jo 6:35”;

  • A Força do aflito - “Venham a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Mt 11:28”.

E em contrapartida, nós, a sua igreja somos seus pés e suas mãos. “Jesus lhes disse: Vão ao mundo inteiro e anunciem as boas-novas a todos. Mc 16:15”


Se parássemos essa análise aqui, já seria suficiente, mas essa música é tão rica que podemos nos debruçar sobre cada frase e tirarmos bons ensinamentos.


Somos teu povo, a tua igreja Tua luz brilha sobre nós O mesmo corpo, um só Espírito Um Senhor e Rei

A primeira parte da música nos lembra que somos o Corpo de Cristo e unidos somos a Igreja d’Ele, “Juntos, todos vocês são o corpo de Cristo, e cada um é uma parte dele. I Co 12:27” E estamos debaixo da sua Majestade.


A Ponte da música fala sobre a vontade de Deus sendo feita tendo nós (sua igreja) como instrumentos e repete o pedido de Jesus na oração do Pai Nosso: “Que o teu reino Venha”.

Faça tua vontade através de nós Que o Teu Reino venha Que o Teu Reino venha Agora, cantamos o refrão completo da canção, tendo a sua segunda estrofe completando as verdades sobre Jesus que a primeira parte mostra: Tua verdade sempre permanecerá

Do teu amor quem poderá nos separar

És fiel, e pra sempre

Teu povo sustenta

E então, o mundo inteiro verá, o poder do grande Rei


Sl 17:2 “Porque a sua benignidade é grande para conosco, e a VERDADE do Senhor dura para sempre”;

Rm 8:38-39 “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor. Vemos nesses 2 trechos, referências que confirmam as afirmações da canção.


A música ainda tem uma segunda ponte que nos mostra que o Reino de Deus é formado pela junção de 3 atributos que são PAZ, JUSTIÇA e ALEGRIA. Rm 4:17 “Pois o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, paz e alegria no Espírito Santo”

Justiça e paz se encontram

Nasce a alegria

Esse é o teu Reino

Esse é o teu Reino, de amor


Enfim, essa canção é de uma beleza singular, tanto letra como arranjos são maravilhosos e a junção das vozes dos artistas que cantam tornam ela ainda mais bela. Ver a igreja cantando essas verdades em Uníssono é de arrepiar. A canção é bíblica e poderia facilmente ser cantada em todos os cultos.

28 visualizações0 comentário