top of page

Os caminhos do Senhor são os melhores (Is 55, 8-9)

Quando entregamos nossa vida a Cristo, o nosso movimento é de entregar tudo que temos e somos. Nossa vida, nossa família, nossas vontades, nossos sonhos e dizemos: Senhor a minha vida te pertence e tudo que fizeres em mim, que seja para tua Glória.


Começamos a aprender através da Bíblia, que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável e afirmamos: “Senhor só tu tens o melhor pra mim”, imitando a Pedro quando disse: “para onde nós iremos se só tu tens palavras de vida eterna?”

Conhecemos o versículo: “Quem quiser vir após mim, negue-se a sim mesmo, tome a sua Cruz e siga-me.” e no início da nossa conversão, realmente negamos as nossas vontades e dizemos: “Senhor quero seguir-te”.



E aí Deus começa a trabalhar em nossas vidas, afinal entregamos tudo a Ele. Começa a aparar alguns galhos limpando alguns ramos da videira (Ele é a videira, nós os ramos). E começa a nos levar pelos melhores caminhos, os caminhos que Ele mesmo escolheu para nós, para nos aperfeiçoar, para nos preparar para grande obra que Ele quer fazer em nossas vidas, afinal “aquele que começou a boa obra na sua vida há de completa-la até o Dia de Cristo Jesus” - essa é uma promessa do Senhor pra nós. E no livro de Jeremias sabemos “que Ele vela sobre a sua palavra para cumpri-la”.


Mas, nesse caminho que Deus escolheu pra nós, encontramos obstáculos que precisam ser ultrapassados - dificuldades e batalhas a serem vencidas - e passamos entender que teremos que deixar de lado alguns sonhos pessoais. Justamente nesse momento, muitos começam a olhar para trás, querendo desistir dos planos e dos sonhos que Deus sonhou.


São muitos os casos na Bíblia em que vemos pessoas e até mesmo nações que, no primeiro obstáculo a ser vencido na sua caminhada, desejam voltar, preferindo viver escravos do pecado, longe do Senhor, do que ter a sua vida aperfeiçoada nos caminhos do Dele.


Tiago, na sua carta aos Judeus que se encontravam dispersos, explica muito bem porque as provações fazem parte da vida do Cristão: “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes”. As provações servem para nos aperfeiçoar para que Deus possa nos usar para realizar a sua obra. Quando rejeitamos as provações, rejeitamos os caminhos e os projetos de Deus pra nós.


Quando Deus levantou Moisés, o levantou para libertar o seu povo da escravidão do Egito e para que eles viessem a conhecer o Deus que havia chamado Abraão, Isaque e Jacó, para deles levantar uma grande nação. Deus então usou seu servo Moisés, realizando grandes prodígios e sinais no Egito, para que o povo fosse liberto do julgo da escravidão. Todos conhecem a história, em que depois das 10 pragas, faraó liberou o povo Hebreu, que foram conduzidos por Deus exatamente para a direção do deserto do Sinai. Só que no meio desse caminho encontraram o primeiro obstáculo da sua caminhada com Deus, o Mar Vermelho.


No Cap 14, 11 do livro de Êxodo podemos ler a reação do povo de Israel, ao ver os exércitos de Faraó ao longe, tendo somente o Mar a sua frente: “Disseram a Moisés: Será, por não haver sepulcros no Egito, que nos tiraste de lá, para que morramos neste deserto? Porque nos trataste assim, fazendo-nos sair do Egito? Não é isso o que te dissemos no Egito: deixa-nos, para que sirvamos os egípcios? Pois melhor nos fora servir aos egípcios do que morrermos no deserto.”


Mal sabia o povo, que, quando se revoltaram, estavam se voltando contra o próprio Deus que os havia tirado da escravidão, há alguns dias atrás apenas.


No livro de Jeremias Deus nos diz: “Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, pensamentos de paz e não de mal, para voz dar o fim que desejais”.


Se lermos apenas alguns dos versículos anteriores, ele diz que “Ele não levou seu povo pelo caminho da terra dos filisteus, mesmo sendo mais perto, pois poderiam se arrepender, tendo que guerrear e querendo voltar ao Egito. Porém Deus fez o povo rodear pelo caminho do deserto perto do Mar Vermelho”.


“O Senhor ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite. Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite”.


Você talvez se pergunte: mas como seria bom se Deus nos desse um sinal como esse, para que viéssemos a fazer somente a vontade de Deus. A Bíblia e o Espírito Santo, são a nuvem que nos guia de dia - mostrando o melhor caminho - e a coluna de fogo que nos consola e nos ajuda quando a noite chega.


Veja a confiança que Moisés tinha no Deus que havia se revelado pra ele. Quando ele ouviu a murmuração do povo ele apenas respondeu: “Aquietai-vos e vede o livramento do Senhor que, hoje, vos fará; ...O Senhor pelejará por vós, e vós vos calareis”.


Moisés não sabia qual seria a solução do Senhor. O Senhor não havia dito que abriria o Mar, mas ele sabia de uma coisa: o Deus que havia realizado grandes sinais no Egito, haveria de realizar ainda muito mais. O Senhor jamais o abandonaria e jamais o levaria para caminhos tortuosos.


A palavra do Senhor para Moisés? “Porque clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem. E tu, levanta o teu bordão, estende a mão sobre o mar e divide-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco”.


Quando do outro lado chegaram o povo de Deus louvou ao Senhor cantando: “O Senhor é a minha força e o meu cântico; ele me foi por salvação; este é o meu Deus; portanto, eu o louvarei”.


Como fazer então para buscar conforto diante dos desafios que vem sobre nossas vidas, diariamente? Precisamos, nos alimentar da palavra de Deus todos os dias, pois é a palavra de Deus que fortalece a nossa fé. Uma forma de alimentar da palavra, é através do devocional S.O.P.A., onde você lê um capítulo da Bíblia e medita sobre um versículo específico. Nesse momento, você deve tirar alguns minutos para orar e pedir a Deus para compreender melhor a Sua palavra. Essa pratica, fortalecerá a sua fé e os desafios que aparentam ser tão grandes, se tornaram pequenos, diante da grandiosidade do Deus que servimos.

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo