top of page

Na sua relação com Deus, quem é o centro?



Vejo dois grupos de pessoas dentro das igrejas. Aquelas que ENTENDEM que Deus é o centro de suas vidas e aquelas que PENSAM ser o centro dessa relação. De qual grupo você faz parte?




Pessoas que têm a adequada compreensão de que no relacionamento com Deus, Ele é o centro, vivem uma vida para que Ele seja glorificado. Suas ações, seus planos e sonhos, sua conduta moral e, sobretudo, suas orações refletem esse pensamento.


Entendem que o culto dominical é o compromisso mais prazeroso da semana. Buscam alimentar-se da Palavra de Deus diariamente, pois sabem que devem procurar saber qual a Sua vontade. Suas orações refletem palavras de gratidão, louvor e honra a Deus. Buscam a obediência divina em cada passo. Alinham seus projetos e sonhos, de acordo com a vontade de Deus. São CONSTANTES e DISCIPLINADOS.


Por outro lado, as pessoas que pensam ser o centro da relação entre elas e Deus, buscam a atenção para si. Suas orações (quando fazem) refletem um coração egoísta que busca suas bênçãos e suas vitórias. Tratam Deus como se fosse seu servo e como se fosse obrigado a cumprir seus desejos mimados. São INCONSTANTES e INDISCIPLINADOS.


Costumam buscar a Deus quando estão passando por um problema ou quando querem algo. Quando recebem a “bênção”, afastam-se dEle, pois agora “está tudo bem”. Quando estão em necessidade, não faltam aos cultos, fazem jejum, campanha, propósito e sobem no monte. Quando estão na calmaria, vivem como se Deus não existisse. No fim das contas, agem como se elas fossem o “deus" da história; como se tudo girasse ao redor de seu umbigo.


Se você pertence a este último grupo, SAIA DO TRONO QUE NÃO TE PERTENCE ENQUANTO HÁ TEMPO!


"Ó Deus, tu és o meu Deus, eu te busco intensamente; a minha alma tem sede de ti! Todo o meu ser anseia por ti, numa terra seca, exausta e sem água” (Salmos 63.1).

163 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page