top of page

Casei para ser feliz, mas não encontrei a felicidade. E agora?


Muitas pessoas procuram a felicidade no casamento. Esperam que o cônjuge supra todos os seus desejos, anseios e necessidades. Colocam todas as expectativas no outro. Mas, cedo ou tarde, decepcionam-se. O marido não é tão companheiro como no passado; a esposa não é tão carinhosa como parecia; “na época de namoro era tão diferente” …


Perceber que o outro não trouxe a felicidade esperada gera DECEPÇÃO. A partir daí, as qualidades já não são tão evidenciadas e os defeitos saltam aos olhos. Pequenas falhas no outro, que no passado não incomodavam, agora parecem graves problemas.

Mas onde está o erro dessa perspectiva?


Toda e qualquer possível fonte de felicidade e satisfação, à parte de Deus, está equivocada. Cedo ou tarde, será frustrada. Portanto, o casamento nunca será a verdadeira causa da felicidade de um casal. Buscar a GENUÍNA FELICIDADE no casamento é como buscar maçã em uma laranjeira; é impossível.


Diante disso, homem e mulher devem buscar sua plena satisfação em JESUS. A partir daí, entenderão que a lógica do casamento é SERVIR, e não SER SERVIDO. O egoísmo, característica intrínseca ao coração humano caído, faz com que ambos desejem RECEBER do outro aquilo que deseja. Por outro lado, aqueles que encontraram em Jesus a verdadeira felicidade, estão tão cheios de GRATIDÃO que suas vidas passam a ser centradas nas necessidades do outro. Pois foi isso que Jesus fez por nós, sacrificar-se em benefício dos seus. Isto é: AMOR SACRIFICIAL.


Quando marido e esposa entendem que devem SERVIR um ao outro PORQUE já são satisfeitos em Cristo, o casamento fica mais leve e funcional.

Jesus deve ser NOSSA PRIORIDADE. A partir dEle, buscamos INTENCIONALMETE servir nosso cônjuge. Experimente servir nos pequenos detalhes, você vai se surpreender com os resultados.


“Há maior felicidade em dar do que em receber” (At 20.35).

167 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo